Rua Major Quedinho, 111 - São Paulo - SP

Desvendando o Poder dos KPIs Logísticos na Prática: Otimize sua Cadeia de Suprimentos

04/03/2024
AutoVista - AutoVista

A importância de usar KPIs na Cadeia de Suprimentos

Atualmente a Cadeia de Suprimentos está demandando uma gestão logística cada vez mais precisa e eficiente para manter a competitividade das empresas no mercado.

Nesse contexto, os KPIs (Indicadores de Desempenho) surgem como aliados para monitorar e aprimorar o desempenho operacional de cada aspecto da Cadeia de Suprimentos, além de permitir a identificação de oportunidades de melhoria.

Ao alinhar os KPIs aos objetivos estratégicos da sua empresa, é possível tomar decisões informadas, reduzir riscos e otimizar processos. Os KPIs na cadeia de suprimentos contribuem para uma abordagem de melhoria contínua, capacitando as organizações a se adaptarem ao mercado, reduzirem despesas operacionais e garantirem a satisfação do cliente.

A implementação prática desses KPIs tem sido o maior desafio dentro das organizações, mas com certeza eles podem transformar a logística da sua empresa.

Diferença entre Métricas, Indicadores e KPIs

Todas as empresas precisam de dados pertinentes e informações confiáveis, especialmente ao tomar decisões estratégicas. É nesse contexto que os números se tornam ferramentas essenciais, capacitando os líderes a enfrentar questões importantes do cotidiano empresarial e contribuir para suas escolhas e deliberações.

Por isso, antes de falar sobre como usar KPIs Logísticos na prática, vamos falar sobre a diferença de conceito existente entre Métricas, Indicadores e KPIs:

  • Métrica: uma métrica é uma medida quantitativa, geralmente um número, derivado de um levantamento ou coleta de dados. As métricas são neutras e podem incluir informações como o número de produtos que entraram no estoque, por exemplo.
  • Indicador: os indicadores são métricas utilizadas em um determinado contexto, e que dessa forma, oferecem insights adicionais sobre o desempenho de um negócio. Ao contrário das métricas, que são apenas números, os indicadores atribuem significado a esses dados.
  • KPI: o KPI, ou Indicador-Chave de Desempenho, é um tipo específico de indicador que é escolhido como fundamental para medir o sucesso ou desempenho em relação aos objetivos estratégicos de uma organização. Os KPIs têm foco na qualidade dos processos logísticos, e oferecem insights diretos sobre o progresso em direção a metas importantes. Um KPI pode ser a taxa de conclusão de tarefas no prazo estabelecido, por exemplo.

É importante ressaltar que todos os KPIs são indicadores, mas nem todos os indicadores são KPIs. Os KPIs são uma categoria específica de indicadores que se destacam pela sua importância crítica no acompanhamento do desempenho em áreas estratégicas-chave.

KPIs: a base do processo de controle

Os KPIs são a base do processo de controle e são usados para monitorar e aprimorar o desempenho das cadeias de suprimento, pois eles permitem tirar conclusões sobre a eficiência dos processos.

Por isso, é muito importante começar definindo os objetivos estratégicos da organização, caso ainda não tenham sido definidos.

Depois, para cada objetivo estratégico, devem ser definidas metas específicas, que devem ser realistas e mensuráveis. Isso pode incluir metas financeiras, objetivos de crescimento, satisfação do cliente, entre outros.

Os KPIs logísticos devem portanto, ser alinhados a esses objetivos estratégicos, para garantir coesão e contribuição para o sucesso global da empresa.

Características de um bom KPI Logístico

Para garantir que a empresa esteja escolhendo bons KPIs, é essencial escolher cada indicador com cuidado e precisão. Existem conjuntos específicos de indicadores, e ele devem estar alinhados com os objetivos estratégicos estabelecidos pela empresa, alinhados com a direção que a organização pretende seguir.

Abaixo segue uma lista de características que refletem bons KPIs:

  • 1. Os KPIs devem evidenciar a estratégia escolhida pela empresa
  • 2. Devem percorrer todo o processo dentro da empresa
  • 3. A base de bons KPIs deve ser fundamentada em dados válidos e precisos
  • 4. Os KPIs devem ser facilmente compreendidos, e os colaboradores precisam ter a habilidade de manuseá-lo
  • 5. Os KPIs precisam ser revistos e redesenhados constantemente, uma vez que muitos deles possuem um ciclo de vida, atendendo a uma estratégia específica
  • 6. Devem gerar ações de melhoria conjunta
  • 7. Um KPI deve indicar a direção em que a performance da empresa se encontra

Passo a passo para definir KPIs Logísticos dentro de um Armazém

  • 1. entenda os Objetivos Estratégicos do Armazém: identifique os principais objetivos estratégicos da empresa em relação à logística e ao armazenamento. Esses podem incluir redução de custos, aumento da eficiência operacional, melhoria no atendimento ao cliente, entre outros.
  • 2. Analise os Processos do Armazém: avalie os processos específicos dentro do armazém, desde o recebimento de mercadorias até o despacho. Identifique áreas críticas que impactam diretamente nos objetivos estratégicos.
  • 3. Identifique Indicadores Chave de Desempenho (KPIs) Potenciais: com base nos objetivos estratégicos e na análise dos processos, identifique indicadores que possam medir o desempenho nessas áreas críticas. Exemplos podem incluir Tempo de Processamento de Pedidos, Taxa de Precisão na Picking, Nível de Estoque, etc
  • 4. Selecione KPIs Relevantes: escolha os KPIs mais relevantes para o armazém e que estejam alinhados com os objetivos estratégicos. Evite a sobrecarga de indicadores; concentre-se naqueles que realmente refletem o sucesso da operação.
  • 4. Estabeleça Metas Mensuráveis: defina metas específicas e mensuráveis para cada KPI escolhido. Isso proporcionará uma base para avaliar o desempenho atual em comparação com os objetivos estabelecidos.
  • 6. Garanta a Disponibilidade de Dados: certifique-se de que os dados necessários para medir os KPIs escolhidos estão disponíveis. Isso pode envolver implementar sistemas de monitoramento e coleta de dados, como um ERP por exemplo.
  • 7. Estabeleça um Sistema de Monitoramento Contínuo: implemente um sistema de monitoramento contínuo para acompanhar regularmente o desempenho em relação aos KPIs. Isso permite ajustes rápidos e identificação de áreas de melhoria.
  • 8. Analise e Ajuste Regularmente: realize análises regulares dos resultados obtidos em relação às metas estabelecidas. Faça ajustes nos KPIs, se necessário, para garantir que continuem a ser indicadores úteis para a empresa.
  • 9. Repita e Aprimore: a gestão de KPIs é um processo contínuo. Esteja disposto a repetir e aprimorar seus indicadores à medida que os objetivos estratégicos da empresa evoluem.

Etapas essenciais para a implementação de KPIs Logísticos

  • Treinamento e envolvimento da Equipe: garanta que a equipe compreenda a importância dos KPIs e como eles afetam suas tarefas diárias. Comunique claramente os KPIs selecionados e garanta que os colaboradores entendam a importância desses indicadores para os objetivos da empresa.
  • Escolha de Ferramentas de Software: utilize ferramentas de software especializadas para coletar, analisar e visualizar seus KPIs. Existem muitas opções de ERPs e WMS no mercado e com certeza algum deles vai estar condizente às necessidades práticas e financeiras da sua empresa
  • Defina um Cronograma: estabeleça um cronograma para a coleta e análise dos dados, bem como para a revisão das metas.
  • Ajuste Constante: esteja disposto a ajustar seus KPIs e metas à medida que a empresa evolui e novos desafios surgem.
chamar no WhatsApp
chamar no WhatsApp
Comercial AutoVista www.autovista.com.br Online
Fale com a gente pelo WhatsApp
×